Visto de Intercâmbio para Cursos de Idiomas - Yázigi Travel

Visto de Intercâmbio para Cursos de Idiomas

Visto de Intercâmbio para Cursos de Idiomas

Visto de Intercâmbio para Cursos de Idiomas

Um dos documentos mais importantes para quem vai fazer intercâmbio é o visto. Ele é uma autorização concedida ao estudante estrangeiro, permitindo-lhe entrar e prosseguir com os estudos no país o qual vai visitar.

Para você entender melhor quais são os países que exigem a emissão de visto de intercâmbio para cursos de idiomas, separamos uma lista dos destinos e os tipos de cada um deles.

ESTADOS UNIDOS

Brasileiros necessitam do visto de turismo tipo B1/B2 para a entrada no país e o visto é solicitado na Embaixada Americana ainda o Brasil. O estudante pode fazer um curso de até 12 semanas, desde que o curso tenha uma carga horária de até 18 horas semanais. Carga horária acima de 18 horas por semana ou cursos com duração de mais de 12 semanas, a Embaixada exige o visto de estudante.

CANADÁ

Estudantes em cursos de até 24 semanas podem entrar no país com o visto de turismo chamado Temporary Resident Visa (o visto deve ser solicitado online ou em algum VAC, Centro de Solicitação de Visto). Cursos acima de 24 semanas, é necessário solicitar o visto de estudante chamado Study Permit.

Desde 2017, brasileiros com visto americano de não imigrante válido ou visto canadense emitido nos últimos 10 anos não necessitam solicitar um novo visto para permanência no país por até 6 meses. Somente é necessário solicitar uma Autorização Eletrônica de Viagem pela internet, o eTA, antes de viajar. (Veja aqui como solicitar o seu.)

Estudantes em cursos de mais de 6 meses na cidade de Quebec necessitam obter uma carta de aceitação (Quebec Acceptance Certificate for Studies, o CAQ) + o visto de estudante próprio da região e devem estar matriculados em cursos de 24 ou 30 aulas por semana. Caso contrário, não poderão receber a carta de aceitação.

Menores de 18 anos devem obrigatoriamente se hospedar em casa de família e apresentar a carta de custódia.

AUSTRÁLIA

Para cursos de até 12 semanas, o visto exigido é o de turista. Acima disso, o aluno deve solicitar o visto de estudante. O visto de estudante deverá ser solicitado via internet antes do embarque. OBS: Indicado solicitar o visto de estudante com pelo menos 3 meses antes do início do curso, pois o processo é demorado.

JAPÃO

Para permanência no país por uma curta temporada, o visto exigido é o de turista. O visto é solicitado na embaixada no Brasil, agências cadastradas junto ao consulado ou pela internet. Para visita à região de Okinawa, a taxa é isenta, só é necessário comprovar passagens e reserva de hospedagem. A Embaixada pode exigir o roteiro de cidades feito pelo solicitante e a imigração vai confirmar no desembarque, além de imposto de renda de pessoa física e outros comprovantes.

A Embaixada vai decidir qual a duração de permanência no país.

CHINA

Para estudar em uma escola de idiomas, o aluno deve solicitar o visto chamado X2, emitido para quem vai estudar por um período inferior a 180 dias. Acima disso, o estudante deve solicitar o 2º tipo de visto de estudante, o X1.

ATENÇÃO: Para a entrada no país, é obrigatório o Comprovante Internacional de Vacinação contra a febre amarela, que deve ser tomada pelo menos 10 dias antes do embarque.

Os países da lista abaixo não exigem visto dependendo da duração e carga horário de curso. Isso facilita e muito a vida de estudantes brasileiros!

MALTA

Para cursos com duração de até 90 dias, não necessita de visto. Acima disso, deve-se solicitar o Visto de Estudante no Departamento de Cidadania e Expatriados de Malta.

Menores de 18 anos devem obrigatoriamente se hospedar em casa de família.

INGLATERRA

Para permanência de até 24 semanas, brasileiros não necessitam de visto prévio. Mas recebem o visto de turismo chamado Short-Term Student Visa (o visto é obtido no momento do desembarque no país antes de passar pela área das bagagens e não pode ser estendido e nem substituído pelo de estudante na Inglaterra). Para permanência a partir de 25 semanas, deve-se solicitar ainda no Brasil, o Student Visa Tier 4 (visto de estudante geral). O aluno não pode trabalhar nesse período e o visto é válido conforme a duração do curso, podendo ser prorrogado na Inglaterra.

ÁFRICA DO SUL

Para cursos com duração de até 90 dias, não necessita de visto (o passaporte deve ter validade mínima de 1 mês após a data que retornará ao Brasil, com pelo menos uma página em branco totalmente sem uso). Acima de 90 dias, deve-se solicitar o visto de estudante prévio ainda no Brasil, no consulado do país ou estender o visto por mais 90 dias.

ATENÇÃO: Para a entrada no país, é obrigatório o Comprovante Internacional de Vacinação contra a febre amarela, que deve ser tomada até 10 dias antes do embarque.

IRLANDA

Brasileiros não necessitam de visto para permanência de até 90 dias (qualquer tipo de visto para entrar no país só é emitido em solo irlandês). Acima de 90 dias, o visto solicitado é o de estudante, que é categorizado em alguns tipos: STAMP 2, conhecido como IRP (Irish Residence Permit, visto de estudo e trabalho); STAMP 2 A (visto sem permissão de trabalho para cursos gerais de curta duração, profissionais e ensino médio); e o STAMP 1 (que dá permissão para estudar e trabalhar full time).

NOVA ZELÂNDIA

Brasileiros não necessitam de visto para permanência de até 90 dias. Acima disso, o aluno tem que ter o visto de estudante.

PAÍSES DO MERCOSUL

Cidadãos de países que integram o bloco econômico do Mercosul: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai não necessitam de passaporte nem visto para viajar ou residir nos respectivos países, apenas um documento oficial com foto que permita o reconhecimento que deve ter menos de 10 anos de emissão. A imigração pode solicitar informações de quais cidades e a duração da viagem no momento do desembarque.

A Venezuela está suspensa do bloco. Se atente a possíveis atualizações de políticas migratórias devido à recente crise humanitária.

ATENÇÃO: Para a entrada na Colômbia, é obrigatório o Comprovante Internacional de Vacinação contra a febre amarela, que deve ser tomada até 10 dias antes do embarque. Se atente a possíveis atualizações de necessidade de vacinas devido à recente crise humanitária na Venezuela.

MÉXICO

Brasileiros não necessitam de visto para permanência de até 180 dias. Acima disso, o aluno deve solicitar um visto de estudante ainda no Brasil, e receberá da imigração mexicana a Forma Migratória Múltipla (FMM). Até 30 dias após a sua chegada ao país, esse estudante deve solicitar uma autorização de residência no Instituto Nacional de Migração apresentando o FMM, que após a aprovação, receberá um Cartão de Residente Temporário de Estudante.

COSTA RICA

Brasileiros não necessitam de visto para permanecer no país por até 90 dias. Acima disso, o aluno deve solicitar no Brasil ou na Costa Rica uma permissão de estudos.

ATENÇÃO: Para a entrada no país, é obrigatório o Comprovante Internacional de Vacinação contra a febre amarela, que deve ser tomada até 10 dias antes do embarque.

ALEMANHA

Brasileiros não necessitam de visto para permanecer no país por até 90 dias. A imigração pode exigir outros documentos e comprovantes. Para cursos superiores, a Embaixada vai exigir o visto de estudante, que pode ser classificado em diversos tipos. O curso de idiomas deve ter no mínimo 20 horas de aulas por semana e o visto de turismo não dá a permissão de trabalho no país.

ESPANHA

Brasileiros não necessitam de visto para permanecer no país por até 90 dias. A imigração pode exigir comprovante de matrícula no curso, seguro viagem e meios financeiros para manter-se no país. Acima disso, indicamos que o aluno solicite o visto de estudante na Espanha.

ITÁLIA

Brasileiros não necessitam de visto para permanecer no país por até 90 dias (o visto é obtido no momento do desembarque). A imigração pode exigir comprovante de matrícula no curso, seguro viagem e meios financeiros para manter-se no país. Acima de 90 dias, deve-se solicitar um visto de estudante junto ao consulado italiano no Brasil (eles podem exigir comprovante do conhecimento mínimo da língua italiana). O visto pode ser renovado até o fim do período do curso e dá a permissão para o estudante trabalhar temporariamente no país por até 20 horas semanais. OBS: Indicado solicitar o visto de estudante com pelo menos 3 meses antes do início do curso, pois o processo é demorado.

FRANÇA

Brasileiros não necessitam de visto para permanecer no país por até 90 dias (o visto é obtido no momento do desembarque). A imigração pode exigir comprovante de matrícula no curso, seguro viagem e meios financeiros para manter-se no país. Acima de 90 dias, deve-se solicitar um visto específico junto ao consulado francês no Brasil.

*A imigração desses países detém o direito de rejeitar a entrada a qualquer cidadão sem oferecer justificativas. Além de determinar por quanto tempo ele pode permanecer.

Entrar em um país sem um visto válido, isenção adequada ou realizar atividades não condizentes ao seu visto, por exemplo, trabalhar com um visto de turismo, resulta em um imigrante ilegal, geralmente sujeito à deportação para o seu país de origem. E você, com certeza, não quer passar por esta situação, certo?

Quer conhecer o mundo? O Yázigi Travel ajuda você a realizar esse sonho. Vem falar com a gente!

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Style switcher RESET
Body styles
Color settings
Link color
Menu color
User color
Background pattern
Background image