Intercâmbio na Nova Zelândia

Intercâmbio na Nova Zelândia

Intercâmbio na Nova Zelândia

Com paisagens de gêiseres, vulcões, piscinas borbulhantes, serras nevadas e florestas, jovens de todo o mundo que estejam em busca de um país seguro para estudar ou uma boa aventura, escolhem por fazer intercâmbio na Nova Zelândia para ter uma experiência que pode mudar o rumo da vida pessoal e profissional.

O país da Oceania é formado por várias ilhas, sendo duas principais – a do Norte e a do Sul, separadas pelo estreito de Cook – e outras menores. A maior parte da população é de ascendência europeia. Os nativos, conhecidos como maoris, não minoria e costuma chamar o país pelo nome indígena de Aotearoa, que significa “terra da longa nuvem branca”.

Intercâmbio na Nova Zelândia

Se no quesito cultural e de aventura o país não nos decepciona, no âmbito educação também não. O Governo da Nova Zelândia possui um forte sistema de ensino de qualidade que assegura uma educação consistente e de alto padrão em todos os níveis do sistema educacional, seja em instituições públicas ou privadas.

Se você ainda tem dúvidas se realmente é vantajoso fazer intercâmbio na Nova Zelândia, confira os 10 principais motivos que o Yázigi Travel separou para você. Agora é só escolher a cidade e o programa ideal, arrumar suas malas e partir.

1. Viajar sem visto

A Nova Zelândia está na lista dos países que não exigem visto para brasileiros que ficar até três meses estudando, a negócios ou simplesmente viajando. Isso facilita a vida de quem quer fazer um intercâmbio de curta duração. Para isso, na chegada ao país, é obrigatório apresentar o passaporte válido por pelo menos seis meses além da data de saída, a passagem de retorno, comprovante de recursos financeiros para custear a viagem, documentos da escola e acomodação. Se a intensão for ficar um período mais longo, será necessária a solicitação do visto de entrada.

2. Clima

Intercâmbio na Nova Zelândia

Localizada no Hemisfério Sul, a Nova Zelândia apresenta as estações do ano na mesma época que o Brasil. As quatro estações são bem marcantes, e a época certa para planejar a viagem depende do tipo do roteiro. O clima é temperado, precipitações (isso significa neve, chuva e chuva de granizo) moderadamente elevadas e muitas horas de sol. Ao extremo Norte tem um clima subtropical durante o verão e as áreas alpinas do interior de South Island podem ser tão frias chegando a -10°C no inverno, a maior parte do país está localizada perto da costa, o que significa temperaturas amenas. Na região Sul, janeiro e fevereiro são os meses mais quentes e julho é o mês mais frio do ano. No verão, a média das faixas de temperatura máxima varia entre 20 a 30 °C e no inverno entre 10 a 15 °C.

3. País econômico

Fazer intercâmbio na Nova Zelândia em comparação a outros países é relativamente barato. A moeda é o dólar neozelandês (NZ$) e 1 NZ$ custa R$ 2,17 (cotação do dia 04/05/2017), e dependendo da cidade você poderá gastar até 250 NZ$ por semana, em média. Claro, isso levando em conta o estilo de vida de cada um.

4. Transporte

Pode-se viajar de avião ou balsa entre as ilhas do Norte e Sul. O belo trajeto da balsa dura três horas e vai de Wellington (Ilha Norte) e Picton (Ilha Sul). Há diversas opções de voos entre as cidades na Nova Zelândia. Por ser um país pequeno e de cenário deslumbrante, viajar com os amigos intercambistas de ônibus, trem ou de carro alugado também é uma excelente pedida e você não vai se arrepender. Já o transporte público como ônibus e trens são extremamente limpos e pontuais. Em Auckland, por exemplo, outro tipo de transporte são as balsas ou ferry boats em inglês. Para utilizar as três formas de locomoção pela cidade de Auckland, você pode adquirir o HOP card, um cartão pré-pago que oferece descontos nas tarifas. O cartão tem o custo mínimo, assim você economiza ainda mais.

5. Se encantar pelos neozelandeses

Intercâmbio na Nova Zelândia

O povo simples e simpático da Nova Zelândia será uma das coisas que você mais apreciará em sua viagem. A população da Nova Zelândia é uma mescla de culturas maori, europeia, asiáticas e das ilhas do pacífico, o que a torna exclusiva no mundo todo. Atualmente, dos 4,4 milhões de neozelandeses (conhecidos como kiwi), 69% são descendentes de europeus, 14,6% são nativos maoris, 9,2% são asiáticos e 6,9% são insulares pacíficos não-maoris.

Os neozelandeses adoram conhecer os visitantes, então puxe conversas durante sua viagem, mesmo que um bate-papo casual no bar ou restaurante ou até mesmo em um mercado. Esta será a melhor maneira de conhecer a cultura local e fazer amigos kiwis, podendo aproveitar ainda mais o seu intercâmbio na Nova Zelândia.

6. Curtir as aventuras que o país oferece

Intercâmbio na Nova Zelândia

Não há um aficionado por aventura que não sonhe em unir uma viagem de aventura com intercâmbio na Nova Zelândia. As experiências com bungy jumping, barcos a jato, paraquedismo, rafting, off-road, voo livre e exploração de cavernas são mais do que radicais: elas acontecem em paisagens surreais. E mais: só em terras kiwis você vai poder provar o ball rolling, o Luge, o Schweeb e outras atividades inventadas pelos apaixonados por adrenalina!

7. Cenário de grandes filmes

Intercâmbio na Nova Zelândia

A Nova Zelândia foi escolhida para ser cenário na trilogia O Senhor dos Anéis e o Hobbit. Nas duas ilhas há passeios especiais para quem quer visitar os locais dos filmes. Reúna os seus amigos e inclua em seu roteiro. Vale a pena conhecer!

8. Estudar e trabalhar durante o intercâmbio

Sim, isso é possível! Se o seu interesse é trabalhar no exterior, saiba que fazer intercâmbio na Nova Zelândia pode abrir as portas para você! Estudantes que estiverem matriculados em cursos com 14 semanas ou mais de duração têm permissão para trabalhar no país. É permitido trabalhar por 20 horas semanais durante o período de estudos e em período integral durante as férias do curso.

9. Combinar aulas com atividades

Se um simples curso de inglês não é o suficiente para você, por que não adicionar uma pitadinha de emoção? Você pode fazer intercâmbio na Nova Zelândia combinando as aulas com algum hobby. Inglês + Ski e Snowboard e inglês + experiência na fazenda são algumas das opções de programa que você encontra aqui.

10. Principais cidades que você pode estudar

Queenstown: Destino certo para quem gosta de aventura, a cidade é a capital mundial dos esportes radicais. Em sua paisagem de picos nevados e lagos cristalinos há um clima de cidade pequena com energia de gente grande!

Auckland: porta de entrada do país espreme-se entre dois braços de mar e tem praias magnificas emoldurando uma agitação urbana extensa. Comer bem, sair para dançar, velejar, frequentar museus são rotinas de quem está na cidade.

Wellington: Uma capital compacta, à beira-mar, rodeada de montanhas e o epicentro da boa gastronomia neozelandesa.

Bate-bola rápido sobre a Nova Zelândia!

  • A diferença de horário com relação ao de Brasília são de 15 horas
  • A moeda é o Dólar neozelandês
  • A voltagem é 230v
  • O idioma é o Inglês, com um sotaque britânico
  • Quem nasce no país é chamado de Kiwi
  • 30% do país é coberto por florestas
  • Quase não existe poluição na Nova Zelândia
  • O Blue Lake, em Nelson Lakes National Park, tem as águas mais cristalinas do mundo
  • A Nova Zelândia é o país com os menores índices de corrupção do mundo
  • Os maoris tradicionais cumprimentam com um “hongi”, em que eles encostam narizes e testas, simbolizando que os dois entendem a alma do outro.
  • Existem mais ovelhas que pessoas. São cerca de 7 ovelhas para cada

Programe um intercâmbio na Nova Zelândia e depois conte para nós se realmente esses motivos existem! Vem explorar a Nova Zelândia. Vem ser um Cidadão do Mundo com Yázigi Travel.

Fonte: newzealand.com; studyinnewzealand.govt.nz; ipartiu.com
Fotos: Divulgação

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Style switcher RESET
Body styles
Color settings
Link color
Menu color
User color
Background pattern
Background image