Intercâmbio na América do Sul durante o Inverno

Intercâmbio na América do Sul durante o Inverno

Intercâmbio na América do Sul durante o Inverno

Ao longo da Cordilheira dos Andes que Argentina e Chile dispõem os principais destinos de inverno da América do Sul. As estações de esqui em belos picos nevado são um dos tesouros encontrados nos cenários montanhosos desses dois países. A proximidade com o Brasil faz de destinos com a Patagônia e a Terra do Fogo são ótimas opções intercâmbio na América do Sul durante o inverno. Com início entre meados de junho e o começo de julho, a alta temporada no sul da Argentina e do Chile promete lindas paisagens, diversão para todos os gostos e, é claro, muita neve.

Argentina

Da Cordilheira de Mendoza ao “fim do mundo”, a Argentina tem ótimos destinos de inverno em seis províncias diferentes, oito centros de esqui e mais de dez parques de neve. Isso sem contar as cidades charmosas com clima de montanha, alguns dos picos mais altos da América e lindas paisagens naturais com lagos e florestas.

Os esportes de inverno costumam ser os grandes destaques da temporada, que vai geralmente do final de junho a setembro. Porém, quem prefere não se aventurar na neve, há muito mais o que fazer por lá na estação mais fria do ano. Opções diversas de compras, gastronomia e ecoturismo não faltam no roteiro de inverno na Argentina.

Além da famosa Bariloche, o país guarda outros tantos destinos perfeitos para curtir o frio e todos os seus atrativos. Descubra aqui alguns dos melhores:

Bariloche

Intercâmbio-na-América-do-Sul-no-Inverno-Bariloche

Muito popular entre os brasileiros, essa cidades encravada entre lagos e montanhas oferecem um pouco de tudo: atividades na neve, esportes radicais, compras, vida noturna e gastronomia. O Cerro Catedral, um dos maiores centros de esqui da América do Sul, com 600 hectares de área para esqui e 120 km de pistas, além de uma estrutura completa. No Cerro Otto, a 1.405 metros acima do nível do mar, você encontra pistas de trenó, tirolesa, circuito de arvorismo e um centro de esqui nórdico. É lá também que está a famosa confeitaria giratória da cidade! Perto do Lago Nahuel Huapi é onde está o agito de Bariloche. O coração da cidade fica em torno do Centro Cívico e da Rua Mitre, repleta de lojas, restaurantes, casas de chás, bares e muito mais. As cervejarias artesanais e as chocolateiras estão entre os estabelecimentos mais tradicionais de Bariloche, que é conhecida como a capital argentina do chocolate!

Outro lugar para a prática de esportes na neve, é o Cerro Bayo que fica a menos de 10 km de Villa La Angostura, cidade tranquila e romântica próxima ao Lago Nahuel Huapi. O centro de esqui é mais sofisticado e bem menos movimentado e conta com 25 pistas em 280 hectares.

Confira: Intercâmbio em Bariloche

Ushuaia

Intercâmbio-na-América-do-Sul-no-Inverno-Ushuaia

Conhecida como a Cidade no Fim do Mundo, Ushuaia é porta de entrada para a Antártida e dona da mais extensa temporada de neve da América do Sul. O cume de Cerro Castor, centro de esqui a apenas 25 km de Ushuaia, fica a 1.000 metros acima do nível do mar. A estação oferece 31 pistas de esqui e snowboard. Além do esqui, é possível fazer uma série de atividades de inverno em Ushuaia, como passeios de trenó e em motos de neve, ou até mesmo navegar pelo Canal Beagle, onde vivem lobos marinhos, pinguins e outros animais incríveis. Ushuaia é cercada de paisagens naturais deslumbrantes, mas o centro da cidade também reserva alguns atrativos. Não deixe de reservar um tempo para fazer compras, já que Ushuaia é zona livre de impostos.

Mendoza

Intercâmbio-na-América-do-Sul-no-Inverno-Mendoza

Os destinos de invernos na Argentina são se resumem apenas à Patagônia. No centro-oeste do país, a província de Mendoza guarda duas importantes estações de equi – Las Leñas e Penitentes-, ambas localizadas a mais de 2.000 metros de altitude. Uma viagem a qualquer uma dessas estações não está completa sem uma visita às mais de mil vinícolas de Mendoza.

Confira também: Pacote de intercâmbio em Mendoza

Chile

Quando falamos em inverno na América do Sul, é impossível não pensar na paisagem nevada do Chile. Das famosas estações de esqui até o ambiente inóspito da Patagônia chilena, o país possui atrativos diversos para quem gosta de sentir frio de verdade.

O destino vem fazendo a cabeça dos brasileiros na temporada de inverno e não é à toa. A combinação de neve, bons vinhos e cenários deslumbrantes encantam os milhares de turistas que lotam a cidade especialmente em julho. Se você é daqueles que preferem curtir o destino com mais calma, a dica é ir em agosto, quando as temperaturas ainda estão baixas e os atrativos ficam mais acessíveis.

Com temperaturas médias girando em torno dos 4°C nessa estação, o Chile é o lugar certo para apreciar o branco da neve contrastando com o azul do céu e ainda encontrar diversas atrações para se divertir. Entre os destaques do inverno está:

Esqui no Chile

Intercâmbio-na-América-do-Sul-no-Inverno-vale-nevado

A paisagem gélida e branca é quase um convite para os turistas apreciarem uma das atrações mais famosas do país: o esqui. Tanto os iniciantes quanto os já acostumados a deslizarem no gelo encontram no Chile estações de esqui com estrutura completa e curvas de tirar o fôlego.

O mais conhecido, com certeza, é o Valle Nevado. Localizado a cerca de 60 km da capital Santiago, a estação possui mais de 40 pistas para esqui ou snowboard e 16 teleféricos em sua estrutura. Cercado pela fascinante Cordilheira dos Andes, o lugar está a mais de 3.000 metros de altitude e é a mais altas das estações.

Em Chillián, na região de Bio Bio, no sul do Chile, é possível desfrutar de uma variedade de pistas (sem importar se você é esquiador novato ou experiente) como Las Tres Marías, (13 km), a pista mais extensa da América Latina. A pouco mais de duas horas de Santiago, a estação de esqui Portillo oferece uma estrutura de 34 pistas para todos os níveis de esquiadores e snowboarders.

Aproveite: Intercâmbio em Santiago do Chile

Viu como você pode curtir bastante o inverno na América do Sul e aproveitar para fazer intercâmbio na Argentina ou no Chile? Então entre em contato conosco para saber mais informações.

Fonte: Revista Qual Viagem
Fotos: Dilvulgação

Adicionar comentários

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

Style switcher RESET
Body styles
Color settings
Link color
Menu color
User color
Background pattern
Background image